5 de junho de 2018

A história

Como tudo começou

O método foi criado em resposta a um importante desafio que a Lego® estava enfrentando nos anos 90.

A Lego® é uma empresa familiar desde a sua fundação e, em 1995, era dirigida pelo neto do fundador.

A companhia até então tinha sido imensamente bem-sucedida, porém novos brinquedos, como os videogames e jogos eletrônicos, estavam surgindo. As crianças passaram a brincar de outra maneira.

Por isso, uma nova estratégia era necessária. Consequentemente, os processos foram reorganizados para se encontrar uma solução.

Mas os resultados das reuniões de desenvolvimento de estratégias da companhia não agradavam.

Enquanto o negócio da Lego® estava relacionado com a imaginação, os resultados trazidos não tinham nenhuma imaginação.

Ao mesmo tempo, dois professores do IMD Business School da Universidade de Lausane, também estavam preocupados sobre os fracos resultados dessas técnicas tradicionais de desenvolvimento estratégico.

Ambos se conectaram em 1996 e notaram que seus dilemas eram semelhantes, assim como seus valores:

  • Pessoas como a chave para o sucesso das empresas
  • Estratégia como algo que se vivencia (experimenta) em contraposição a algo que se registra em um documento

Então uma pesquisa foi realizada sobre essa problemática criando uma subsidiária independente da Lego®, chamada “Executive Discovery”.

A pesquisa levaria a um processo para ser usado internamente e os professores aprofundariam seus trabalhos acadêmicos de maneira prática e real.

Foi então que os professores se tornaram cada vez mais adeptos ao uso dessa proposta de construção com bloquinho de Lego® para estimular o conhecimento inconsciente que cada indivíduo possui.

Embora a intenção inicial era apenas ter um processo interno para desenvolvimento de estratégias, ele foi apresentado globalmente.

O desafio

Mas ainda havia algo que não tinha dado o “click”, alguma coisa estava faltando nesta equação.

Os professores tinham uma sólida base acadêmica na área de desenvolvimento de estratégias e sistemas adaptativos complexos, assim como em liderança e comportamento organizacional.

Todo esse conhecimento se incorporou às primeiras versões de conceitos de desenvolvimento de estratégias como identidade, metáfora, cenários e Princípios Guias Simples (SGP).

Porém, ainda assim, os processos práticos, que deveriam explorar o potencial das pessoas envolvidas, ainda não funcionavam da melhor maneira.

A solução

Paradoxalmente, o que estava faltando era o que a Lego® sempre teve muito claro: como aprendem e se desenvolvem os seres humanos.

Percebeu-se que alguns conceitos estratégicos poderiam ser mais  do que simples teoria, e continuaram trabalhando para desenvolver o processo.

Ao longo de alguns anos, foram realizadas mais de 20 repetições do processo formal.

Elas confirmaram um modelo de trabalho com os blocos e deram resultados consistentes em diferentes grupos, o que seria a origem do Lego® Serious Play®.

Um dos temas que surgiram foi a importância de ajudar os grupos a venderem a totalidade do sistema humano de que fazem parte, com o objetivo de estarem melhor preparados para o futuro.

E com uma visão completa do sistema atual, incluindo os papéis, as relações dentro da equipe e a cultura, e ao provar o sistema com diferentes cenários, tudo se completa.

As equipes adquirem mais segurança, entendimento e comprometimento para enfrentar diversos eventos.