As principais transformações de um mundo em transformação

Estamos em um novo tempo, de evolução, onde mudanças constantes ocorrem de forma rápida, e tudo o que ocorreu ontem pode ocorrer de forma totalmente diferente amanhã. 

No começo da era das transformações, tínhamos apenas computadores mainframe de grande porte e pouca capacidade de processamento, agilidade e flexibilidade. Hoje as coisas evoluíram numa velocidade tão incrível que chegamos ao ponto de até duvidar do que estamos vendo ocorrer, e já temos em nossa palma da mão um “computador” com capacidade de processamento tão incrível quanto muitos computadores do passado.

E muito mais está por vir! Sabemos que a mais recente realidade aumentada e a inteligência artificial, vão mudar ainda mais o mundo e o mercado de trabalho. Veja a seguir um pouco mais dos impactos dessas transformações:

As primeiras grandes transformações tecnológicas

Arrisco dizer que boa parte das transformações digitais começaram fortemente depois com a criação e lançamento do MS-DOS e dos computadores pessoais. Apesar de não parecer revolucionário hoje, em uma era pré 1980 de cartões perfurados, foi sem dúvida um grande salto (e olha que o sistema operacional conseguia gerenciar uma unidade de armazenamento com tamanho máximo de 32MB sem particionar, acredita?!). 

Em seguida, a interface gráfica do usuário abriu e expandiu a computação para um grupo maior de pessoas (nos anos 80 e 90), oferecendo mais facilidade de uso e trazendo muitas novidades.

Então, no início dos anos 2000, começamos a transição para tocar em pequenos dispositivos. Cada transformação abriu oportunidades, novas possibilidades e possibilitou a criação de novas empresas, novas fontes e formas de riqueza. Cada transformação também matou tecnologias anteriores, preterindo velhas formas de fazer as coisas. Muitas empresas que não acompanharam esta evolução foram destruídas ou sofreram grandes impactos.

Hoje, a realidade mista já é vista na construção de aviões mais rápidos, além de ajudar os trabalhadores a processar encomendas mais rapidamente em armazéns, ajudar desenvolvedores a codificar startups de realidade virtual e até ajudar equipes no esporte na construção de novas jogadas e correção de erros.

A interação social também sofreu com as mudanças, pois o Facebook se torna menos algo que verificamos em uma tela e mais algo que vivemos em um espaço virtual. As aplicações médicas são muitas, pois os cirurgiões têm mais dados visuais em tempo real sobre o que estão fazendo e onde atuar. E existem ainda diversas aplicações de saúde mental já em uso.

Dá para imaginar que a próxima transformação vai mudar ainda mais as coisas, assim como as transformações anteriores já fizeram!

O papel da Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial permite que plataformas de hardware e software executem tarefas como se fossem humanos. Isso inclui reconhecimento de fotos com percepção visual do seu animal de estimação favorito, reconhecimento de linguagem natural, de forma semelhante à quando falamos com a Siri (aplicativo/software do Iphone), e a tomada de decisão autônoma, que pode, em breve, ser usada em drones.

Os óculos inteligentes são ótimos para misturar realidade real e virtual, mas a IA (Inteligência Artificial) dirá o que você quer, onde você quer, e talvez, até quando você tiver o suficiente, ela poderá lhe sugerir algumas coisas. Em última análise, a IA também aumentará o ritmo das mudanças, visto que ela está em constante evolução.

Preparando seu negócio para o futuro

Provar o futuro do talento da força de trabalho provavelmente exigirá investimento em aprendizado, treinamento e, talvez, o mais importante, requalificação de funcionários durante todo o ciclo de vida da força de trabalho. Acabou o “trabalho por toda vida”. Empregadores e funcionários terão que mostrar flexibilidade, adaptabilidade, inovação e resiliência cada vez mais. A resolução de problemas e o pensamento crítico são habilidades que serão valorizadas à medida que ajudam as empresas a responderem a um mundo em rápida mudança e transformação.

Carreiras voltadas para o futuro também significam uma maior ênfase nas habilidades tradicionalmente vistas apenas como parte das habilidades “mais suaves”. Exemplos são: habilidades cognitivas, sociais e comportamentais, criatividade, inteligência emocional, comunicação, habilidade de ensinar e persuadir os outros, flexibilidade e resolução de problemas.

A IA e a análise de dados já estão desempenhando um papel importante inclusive no RH de empresas, e parece pronto para crescer ainda mais. Nas áreas de recrutamento, planejamento de força de trabalho, novos tipos de ferramentas analíticas estão sendo usadas para identificar lacunas de habilidades e gerenciamento de talentos. O Direito é uma outra área que já está atenta a essas transformações e diversas startups estão atuando neste nicho.

Tudo isso exigirá adaptação das pessoas e dos negócios, pois acredito que tudo será sempre diferente! Quando parecer que algo está igual, outro algo ocorrerá e se reinventará, com novas possibilidades e novas vantagens. Apesar do potencial para desvantagens significativas, as coisas serão melhores e vão prevalecer podem ter certeza, assim como vem ocorrendo historicamente até hoje!

E para concluir, te convido a ver neste link o presente (não o futuro) – https://www.youtube.com/watch?v=Nqhyc8_dwvE

Boa sorte!

Luis Fernando Freitas